1 de set de 2011

...


E hoje me dei conta do quanto sou abençoada.  Estou cercada de pessoas maravilhosas, que me amam e me aceita simplesmente por eu ser eu mesma. Acordo todas as manhãs e sou testemunha de um céu tão azul que me faz sentir vontade de cantar. Então por isso agradeço. Agradeço por está cercada de amigos que se tornaram a família que eu escolhi pra mim. Por rirem de mim nas minhas fúrias de TPM. Por segurarem na minha mão e dividir a minha dor em um abraço,  por me fazerem forte pra ajudá-los, por serem pessoas perfeitamente defeituosas assim como eu, que mesmo com milhões de erros sabe o momento de reconhecer.
 

 Obrigada, pelo sol que nasce e que se vai, mostrando todo dia que mais um ciclo chega ao fim pra começar um novo. Obrigada pela brisa, pela lua maravilhosa que vem e me deixa deslumbrada.

Hoje eu percebo que eu preciso pisar em cacos pra poder valorizar a terra batida. Preciso perder pra saber o que me é valioso. E obrigada! Obrigada por me fazer ver o quanto agradecer ainda é muito pouco, mas que já é um começo. E obrigada por me fazer voltar a sonhar, mesmo depois de tantas noites mal dormidas. 


“Obrigada Deus, obrigada Deus. Obrigada Deus!”  (Francinicis) 


E aos que insistem em dizer que não temos amigos verdadeiros, eu digo: eu tenho! E já está mais do que provado que estarão comigo a qualquer momento. Que nos amamos, nos respeitamos, nos fazemos bem, nos ferimos, perdoamos, nos afastamos e tudo continua intransponível. Me esforço pra ser pelo menos um pouco pra vocês, do que vocês representam em minha vida. 
Amo todos!



Beijo no coração. 


aos meus: Mel, Raxinha, Pata, Gil, Flôr, Lígia e Vívia, Branca, Branquinha, Asterísco, Jonh, Agna, Lákida, Tiazinha, Ciana, Izéa, Normandy, Nego, Eli, Glecy, Lorinha, Titia Deide, We, Joana, Chell, Zi, Zizi, Taize e mais e mais...
a de vcs: Binha, amiga, Fabinha, Bimbinha, Heleofábia, Nega, Flôr, Irmã de coração, Abinha, Anja-gêmia, Biribibinha...